Nesta terça-feira (17/12),  Arilson Wunsch, coordenador da Frente Nacional pelo Saneamento Ambiental – FNSA – e diretor da Federação Nacional dos Urbanitários – FNU, entregou documento ao líder do PT na Câmara dos Deputados, deputado Paulo Pimenta, solicitando a manutenção da Comissão de Desenvolvimento Urbano – CDU –  nas mãos de partidos que defendem essa importante comissão.

O documento, assinado pelas entidades que integram a coordenação da FNSA, explica que a CDU tem sido estratégica a defesa das políticas públicas urbanas.

“Essas políticas são de relevante interesse social para o alcance da dignidade e da plena cidadania das pessoas do convívio em cidades justas, inclusivas, democráticas e sustentáveis e pelo direito à moradia digna, à água e ao saneamento de forma universal e integral, e à mobilidade.

Nas recentes legislaturas a atuação da CDU sob o comando do Partido dos Trabalhadores, além de desenvolver ações voltadas às políticas públicas de interesse da sociedade, abriu suas portas para os movimentos sociais, sindicais e populares para o debate no sentido de proporcionar avanços nas políticas de desenvolvimento urbano.

No momento atual e ante a perspectiva das propostas do presidente eleito de ataque às conquistas sociais no meio urbano com duras ameaças de retrocesso – inclusive com a anunciada extinção do Ministério das Cidades – mais do que nunca, reforça-se a importância do Partido dos Trabalhadores manter o comando da CDU, tendo em vista sua marcante atuação como baluarte de resistência democrática parlamentar.

Destacamos o papel estratégico e de apoio desempenhado pela CDU, sob a presidência da deputada Margarida Salomão, com contou com a forte atuação dos deputados Afonso Florence, Paulo Teixeira, Bohn Gass, Givaldo Vieira e João Daniel na luta contra a MP 844/18, a qual desestruturava a política pública de saneamento básico. Também ressaltamos o relevante papel exercido pelos assessores Quenes Gonzaga e Beto Custódio, hoje na Comissão de Direitos Humanos, que ajudaram sobremaneira as entidades no trânsito pelo Legislativo e nos contatos com os parlamentares.

Na expectativa que o Partido dos Trabalhadores priorize a CDU como fundamental instrumento de luta e resistência.”

Leia também:
. ONDAS se consolida como instrumento de luta contra o retrocesso no saneamento básico
.Enterrada a MP 844/18 na Câmara: grande vitória dos trabalhadores

Urbanitários em luta: contra à privatização do setor elétrico e do saneamento.
ÁGUA, ENERGIA E SANEAMENTO NÃO SÃO MERCADORIAS!

 

 

Fechar Menu