O CNE – Coletivo Nacional dos Eletricitários – editou boletim parabenizando os trabalhadores do sistema Eletrobras que acreditaram na importância de se garantir um acordo justo, e que continuam mobilizados agora para defender a privatização da empresa.

As assembleias dos trabalhadores em todo o país aprovaram por maioria a proposta do ACT – Acordo Coletivo de Trabalho -, com reajuste salarial de 1,69% (INPC integral de abril de 2018) a partir de 1/5/2018.

A luta pelo fechamento do ACT 2018-201 o grau de amadurecimento dos trabalhadores do sistema Eletrobras, que mesmo diante de todas as dificuldades se mobilizaram em suas empresas e foram à luta. As direções sindicais e o CNE

trabalharam unidos, fazendo com que as nossas principais cláusulas fossem mantidas, garantimos o INPC, que é o índice determinado pelo governo as estatais. E que é maior que o tem se alcançado nas decisões do TST quando se instaura o dissídio coletivo.

O CNE parabeniza cada trabalhador que acreditou na importância de se garantir um acordo justo, e que continua mobilizado agora para defender a privatização da empresa.

O momento é de extrema gravidade, é preciso enfrentar o inimigo interno Pinto Júnior, como também os interesses do capital financeiro internacional que joga pesado para controlar nossas empresas estratégicas.

Portanto, mais do que nunca a unidade será fator fundamental nesse processo de resistência.

O CNE convoca cada companheiro e companheira a continuar repetindo: Fora Wilson Pinto, renúncia Já!

O coletivo vai continuar intensificando suas ações, inclusive com outdoors nas cidades, com o intuito de alertar a sociedade como um todo sobre o que representa a privatização do sistema Eletrobras.

Leia o boletim do CNE na íntegra: BOLETIM CNE 26 06 2018 (1)

Fechar Menu