Assista abaixo ao documentário de animação sobre cidades que reverteram a privatização da água para recuperar o controle público, baseado numa pesquisa conduzida pela Municipal Services Project / Corporate Europe Observatory / Transnational Institute.

O vídeo explora a ‘remunicipalização’ da água em cidades como Buenos Aires (Argetnina) e Paris (França), olhando para os desafios e benefícios da recuperação de água pública e chama os cidadãos de todo o mundo a mobilizarem-se em torno desta opção.

Ao redor do mundo há uma onda de remunicipalização que tem devolvido às mãos públicas os serviços de água – na grande maioria das vezes, após décadas de má gestão privada. Infelizmente, o Brasil caminha na contramão do resto do mundo. O governo Temer ameaça editar uma Medida Provisória para privatização o saneamento no país.

Por isso, a importância de todos se engajarem na luta contra a privatização da água e do saneamento.

Sob a perspectiva de que água e saneamento são direitos e não mercadorias, entidades sociais, sindicais e acadêmicas, em abril último, criaram o Ondas – Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento, que agora será instituído oficialmente por meio da uma assembleia de fundação, no dia 7 de junho, na UnB – Universidade de Brasília, Brasília –DF. (leia: Assembleia de fundação do Ondas – Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento – será dia 7 de junho)

A FNU – Federação Nacional dos Urbanitários –, por entender que a constituição do Ondas é fundamental para o desenvolvimento do setor de saneamento e a universalização dos serviços, é uma das entidades que está à frente da criação do Ondas. PARTICIPE!

Assista ao documentário:


Fechar Menu