A Federação Australiana de Futebol (FAF) assinou um acordo hoje com a União dos Jogadores para garantir que as atletas da seleção local ganhem o mesmo salário base que os jogadores. O objetivo é diminuir a diferença salarial entre os homens e as mulheres no esporte.

O acordo permitirá que as Matildas (como são conhecidas as jogadoras profissionais) tenham as mesmas condições de trabalho que os Socceroos (apelido dos homens). Além do salário mínimo, elas viajarão, como eles, somente de classe executiva. A conquista está assegurada por quatro anos. Durante este período, Matildas e Socceroos dividirão igualmente os 24% de receitas publicitárias geradas pelo futebol australiano e que são destinadas aos atletas. “O futebol é o esporte de todo o mundo e esta nova convenção coletiva constitui um passo a mais em direção à adoção de valores de paridade, integração e igualdade de chances”, declarou Chris Nikou, presidente da FFA.

Fonte: UOL

Fechar Menu