A Eletrobras decidiu que não irá distribuirá recursos relativos a mérito obtidos por funcionários neste ano, no âmbito do Plano de Carreira e Remuneração (PCR) da companhia. Segundo a estatal, o não pagamento dos recursos, que poderia ser de até 1% da folha salarial de todas as empresas do grupo, se deve à indisponibilidade financeira.

De acordo com o diretor da Associação dos Empregados da Eletrobras (Aeel), Emanuel Torres, a distribuição de recursos por mérito faz parte do PCR. Ele acrescentou que a entidade vai estudar se existe possibilidade de questionamento judicial por conta de decisão.

Procurada pelo jornal Valor Econômico, a Eletrobras informou que não existe implicação judicial caso o mérito do ciclo 2017 do PCR não seja distribuído. (fonte: Valor Econômico)

Leia também:
Em boletim, CNE afirma: sem diálogo, o caminho é a greve
Paulo Guedes indica à permanência no cargo do pior presidente da Eletrobras: Wilson Pinto Jr.
Wilson Pinto acumula irregularidades na gestão da Eletrobras e CNE pede saída imediata do presidente
Nota de repúdio dos eletricitários contra as declarações do Presidente Wilson Pinto Jr.

Urbanitários em luta: contra à privatização do setor elétrico e do saneamento.
ÁGUA, ENERGIA E SANEAMENTO NÃO SÃO MERCADORIAS!

Fechar Menu