O leilão da distribuidora de energia da Eletrobras no Amazonas foi adiado do dia 25 de outubro para 27 de novembro, após o Senado rejeitar na semana passada um projeto de lei visto pelo governo federal como importante para solucionar passivos das distribuidoras da estatal.

Após o PL 77/2018 ser rejeitado, uma das interessadas na distribuidora, a Oliveira Energia, avaliou que seriam necessárias mudanças em alguns termos do edital de privatização para se manter o interesse no leilão, segundo fontes disseram à agência de notícias Reuters.

A Oliveira Energia foi uma das empresas que adquiriu a distribuidora da Eletrobras em Roraima.

Segundo o fato relevante nesta terça-feira (23/10), o adiamento do leilão foi necessário para que a Eletrobras e Amazonas Energia possam ultimar as tratativas de negociação das garantias com fornecedores de combustíveis.

A negociação de tais garantias ocorre após a Amazonas Energia ter recebido autorização há alguns meses da reguladora Aneel para uma cisão de ativos de geração e transmissão da área de distribuição, que será privatizada.

Agora o leilão ocorrerá às 10h do dia 27 do próximo mês, com previsão de entrega de proposta para 21 de novembro, das 14h às 17h. (fonte: Reuters)

Leia também:
Luta contra privatização da Eletrobras não acabou: continuamos firmes
. Vitória: Senado rejeita projeto sobre venda de distribuidoras da Eletrobras
 Haddad assina carta compromisso para não privatizar sistema Eletrobras e suas distribuidoras

. Haddad em carta aos urbanitários: “estaremos unidos na defesa do acesso à água e ao esgotamento sanitário”

Urbanitários em luta: contra à privatização do setor elétrico e do saneamento.
ÁGUA, ENERGIA E SANEAMENTO NÃO SÃO MERCADORIAS!

 

Fechar Menu