O Sindaema esteve em Carapina na quinta-feira, dia 19, atendendo a uma solicitação dos trabalhadores, que foram para a frente do RH da Cesan em busca de respostas para a burocracia da empresa para a liberar os trabalhadores que fazem parte do grupo de risco mais suscetível ao novo coronavírus.

O sindicato, representado pelo presidente João Ramos, pela diretora Leila Luiz e mais três trabalhadores, foi recebido pela gerência do RH, e apresentou, mais uma vez, todos os questionamentos da base em relação aos procedimentos de comprovação para liberação dos funcionários que precisam de isolamento social.

O RH informou que os gestores passarão a ter mais autonomia para avaliar os casos necessários de isolamento e que a exigência de laudos também está sendo revista. A diretoria da Cesan está em reunião para tomar decisões mais efetivas.

No final da tarde de quarta-feira, 18, após a empresa divulgar suas determinações de segurança, o Sindaema protocolou ofício na Cesan solicitando medidas mais rígidas em relação à pandemia.

Continuamos cobrando soluções para que a prevenção seja abrangente!

Fechar Menu