No dia 22 de novembro de 2001, o então presidente do Sindicato nas Empresas de Energia do Rio de Janeiro e região, Aldanir Carlos dos Santos, de 39 anos, foi morto com um tiro dentro do carro em que estava com um amigo. Na 34ª DP, em Bangu, o caso foi registrado como latrocínio (roubo seguido de morte), embora nada tenha sido roubado.

Aldanir foi menor aprendiz, eletricista de rede, formulou a idéia de uma associação educacional que abriria as portas para uma futura Universidade do Trabalhador, enfim, foi um grande formulador e tinha a busca da unidade da Classe Trabalhadora como um princípio que permeava os seus passos na política.

Aldanir seria candidato a deputado estadual pelo PT. Era dirigente do Movimento Negro Unificado (MUC), membro do Centro de Articulação de Populações Marginalizadas e fundador do Coletivo Anti-Racismo da CUT.

Para nós do Sintergia fica a saudade do amigo de todas as horas que deixou sua marca no sindicalismo mas, principalmente, em nossos corações.

Fonte: Ascom SINTERGIA-RJ

Deixe uma resposta

Fechar Menu