Os metalúrgicos do ABC e motoristas de ônibus da cidade de São Paulo já aprovaram, esta semana, em suas respectivas assembleias, greve no dia 19 de fevereiro contra a Reforma da Previdência, prevista para ser votada entre os dias 20 e 28, como anunciou o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Será o Dia Nacional de Luta contra a reforma da Previdência, que conta com apoio de FNU e de seus sindicatos filiados. 

Na reunião uue a  CUT e demais centrais tiveram com o deputado Rodrigo Maia, na quarta-fiera (7/2), foi pedido a retirada da proposta da reforma da Previdência da pauta do Congresso Nacional e o recado do governo foi bem claro, que quando tiverem os 308 votos necessários para aprovar a proposta da reforma vai ser votada e aprovada.

Diante disso, se os trabalhadores não fizerem luta poderemos acabar com a aprovação dessa  reforma, que acaba com a aposentadoria, deixando a classe trabalhadora desemparada.

Governo mexe novamente no texto para forçar a aprovação

No desespero para votar a reforma da Previdência, o relator da proposta, deputado Artur Oliveira Maia (PPS-BA), foi curto e grosso ao apresentar aos jornalistas, na quarta-feira (7/2) as mudanças de alguns itens no texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, que restringe o acesso à aposentadoria.

Segundo ele, três trechos serão modificados, referentes a trabalhadores rurais, dependentes de policiais mortos em serviço e pessoas contempladas com o Benefício de Prestação Continuada (BCP). Mas o parlamentar deixou claro que outras alterações não estão descartadas e poderão ser feitas durante discussão e possível votação a matéria no plenário da Câmara, “contanto que o recuo do governo resulte em votos favoráveis para a aprovação da proposta”.

É hora de intensificar a pressão contra a reforma Previdência

Para ajudar na batalha nas redes sociais e nas ruas contra mais esse retrocesso, a CUT disponibiliza memes com foto e informações de cada parlamentar, que poderão ser impressas e usadas nos atos, como nos aeroportos, e utilizados nas redes sociais, como Facebook, Twitter, Instagram e Whatsapp.

São 366 memes – 195 de deputados que estão indecisos e 171 dos que estão com Temer pelo fim da aposentadoria.

Ao acessar o link, duas pastas estão disponíveis, com a lista dos deputados favoráveis à reforma e dos indecisos, separados por estado. Acesse a pasta agora e ajude a aumentar a pressão.

site Na Pressão, lançado em junho de 2017 e que permite contatar os parlamentares por e-mail, mensagens, telefone ou redes sociais, é outra ferramenta para auxiliar na pressão aos deputados.

O site possibilita enviar, de uma só vez, e-mail para todos os parlamentares indecisos ou a favor da reforma do ilegítimo Temer pelo link “Ativar Ultra Pressão”.

Ao clicar na foto individual do parlamentar, é possível acessar informações completas, como partido, estado e até mesmo contato para envio de mensagens por meio do whatsapp.

Acesse abaixo os materiais separados por estado:
Acre – http://bit.ly/2Bb3wSu
Alagoas – http://bit.ly/2E6wgum
Amapá – http://bit.ly/2E4QMiR
Amazonas – http://bit.ly/2E8Moew
Bahia – http://bit.ly/2Bf1FfB
Ceará – http://bit.ly/2Eod1zu
Distrito Federal – http://bit.ly/2GSIacU
Espírito Santo – http://bit.ly/2BY1cLp
Goiás – http://bit.ly/2BJTrwZ
Maranhão – http://bit.ly/2BJcyY7
Mato Grosso – http://bit.ly/2sffCai
Mato Grosso do Sul – http://bit.ly/2E6p6u9
Minas Gerais – http://bit.ly/2sdMhgl
Pará – http://bit.ly/2BZn5Kk
Paraíba – http://bit.ly/2EHXJn3
Paraná – http://bit.ly/2FQcio8
Pernambuco – http://bit.ly/2E8UCaA
Piauí – http://bit.ly/2Em14dH
Rio de Janeiro – http://bit.ly/2BJFS0w
Rio Grande do Norte – http://bit.ly/2BJFSxy
Rio Grande do Sul – http://bit.ly/2FUf4ZA
Rondônia – http://bit.ly/2BYJAPv
Roraima – http://bit.ly/2E65DWm
Santa Catarina – http://bit.ly/2GS8La3
São Paulo – http://bit.ly/2E89e63
Sergipe – http://bit.ly/2BZvn4P
Tocantins – http://bit.ly/2BIqX6F

(com informações: CUT)

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu