Levantamento foi realizado com base em dados do Siafi e compara 2017 com 2016

Os investimentos do governo federal em saneamento caíram 23% em 2017 em comparação com 2016. É o que mostra levantamento realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) com base em dados do sistema de acompanhamento orçamentário, o Siafi, integrado ao Ministério das Cidades.

Com a média de recursos gastos anualmente pelo governo federal, não será possível universalizar os serviços de saneamento até 2033. A projeção agora é que isso só seja atingido em 2054.

Dados anteriores já mostravam queda. Os investimentos em redes de esgotos caíram de R$ 5,74 bi em 2015 para R$ 4,24 bi em 2016, cifra abaixo do saldo de R$ 4,34 bi registrado 10 anos atrás. Há dois anos, aferiu o SNIS, o esgotamento sanitário abrangia 51% da população e apenas uma fração de 44% dela tinha o esgoto devidamente tratado. Atualmente 43% dos lares brasileiros não são atendidos por redes de coleta de esgoto. (com informações: Agências)

Deixe uma resposta

Fechar Menu