Documentário dirigido pelo premiado cineasta Carlos Pronzato relata o apagão sofrido pela população do Amapá, durante 22 dias em 2020. Uma das causas é o fato da privatização da distribuição da energia elétrica no estado.
As entidades dos urbanitários colaboraram no patrocínio do filme.

Devido a quarentena para à prevenção contra o novo coronavírus, os atos de rua e protestos ficaram impedidos, mas os urbanitários não deixam de lutar, nas redes muita militância, para informar e conscientizar. Enumeramos apenas alguns cards veiculados nas redes sociais pelos urbanitários.

Um incêndio em 3 de novembro destruiu o transformador que levava luz à maior parte da população do estado do Amapá, provocando um apagão de 22 dias, o maior da História do país. Este é o cenário retratado no documentário “Amapá: quem vai pagar a conta?”, dirigido pelo premiado cineasta Carlos Pronzato.

Com quase 90% da população (cerca de 765 mil pessoas) afetada, o filme retrata como grande parte das cidades do Amapá, em plena pandemia da Covid-19, enfrentou os problemas no fornecimento de energia elétrica, que também interrompeu o abastecimento de água, serviços de telefonia e internet, impôs dificuldades para comprar e armazenar alimentos, entre tantos outros.
Pronzato realizou mais de 30 entrevistas durante os dias do apagão na capital Macapá, coletando depoimentos de populares, professores, sindicalistas e trabalhadores em geral, que vivenciavam o caos.

Direção e roteiro – Carlos Pronzato
Produção Executiva – Edmilson Barbosa
Edição – Vitor Sousa – Edmilson Barbosa
Câmera, entrevistas e montagem – Carlos Pronzato
Assistência de Produção – Flexa Bibi (Macapá)- Rogerio Pantoja (Macapá)- Marsolio Gomes (Macapá)- Pedro Blois (Belém)
Música (“Tô em Macapá”, de Nivito Neves e Sabatião) interpretada por João Amorim
Assessoria de Imprensa – Silvana Cortez
Materiais utilizados Jornal Brasil de Fato Jornal da Band Metrópoles Joven Pan Museu Nacional Charges de Bira e Gazo Correio da Amazônia TV Brasil TV Globo (Arquivo)

Entrevistados Adriely – Feirante (Camarão do Frank) Ana – Feirante (Bar da Dina) Allan Hayama – Diretor Sindical – SENGE – BA Astrid – Comerciante (Ponto das Ervas) Edivânia – Vendedora ambulante Eliave da Silva Araújo – Comerciante. morador de Igarapé da Fortaleza Iury Paulino – Coordenação Nacional do MAB Jadilson Santa Bárbara – Pres. do Sindicato dos Urbanitários de Amapá Joca Monteiro – Contador de Histórias José Freitas – Mestre de Obras José Nilson Nogueira – Comerciante (Nosso Açai) Jusicleide Ferreira Pantoja – Agente de Saneamento /CAESA Kellen – Moradora da Baixada Pará Maria Antonia Penantes – Estudante de Biologia/UNIFAP Marcelo do Nascimento – Técnico em Redes Mário – Comerciante (Lanchonete Komilão) Marsolio Gomes Lima – Presidente SINDPD – AP Newton Luz – Servidor Público e Militante Social (Oca Kiriri) Paulo Cambraia – Professor / UNIFAP/ Presidente do SINDUFAP Paulo de Tarso – Pres. Confederação Nacional dos Urbanitários / CNU Pedro Blois – Presidente da Federação Nacional dos Urbanitários / FNU Pedro Romildo – Secretário de Saneamento da CNU Rafael – Comerciante (Mini Box Detalhe) Randolfe Rodrigues – Senador da República (Rede – AP) Ronaldo Cardoso – Sindicato dos Urbanitários do Pará Washington – Comerciante William – Feirante

Agradecimentos especiais
A todos os entrevistados

Agradecimentos Paulo Andrade Magalhães Paulo Alfaia João Amorim Genario Dunas Alan Yared Zé Miguel André Borges Chayenne Cambraia Marcio Berclaz Paulo Sergio Alejandro Mariani Maria Madalena – Leninha Marcia Moraes Nieta Santos Manoel Costa Patricia Alves Florença Diogo Lula Sinergia (Bahia) 90.9 Diário FM – Macapá

ENTIDADES QUE APOIAM O DOCUMENTÁRIO – Confederação Nacional dos Urbanitários – CNU – Federação Nacional dos Urbanitários – FNU – Sindicato dos Trabalhadores Urbanitários do Amapá – STIUAP – Federação Regional dos Urbanitários do Sudoeste – FRUSE – Federação Regional dos Urbanitários do Nordeste – FRUNE – Federação Interestadual dos Trabalhadores Urbanitários do Norte – FTIUN – Federação Interestadual dos Trabalhadores Urbanitários – FURCEN – Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros – FISENGE – Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário – SINPAF – Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento – ONDAS – Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo – APEOSP – Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro – SENGE-RJ – Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná – APP-Sindicato – Sindicato dos Professores das Instituições Federeais de Ensino Superior da Bahia – APUB – Sindicato dos trabalhadores do Poder Judiciário do Estado de Sergipe – SINDIJUS – Sindicato Químicos Unificados – Sindicato dos Servidores do Colégio Pedro II – SINDSCOPE – Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba – SISMMAC – Sindicato dos Docentes da Universidade Federal do Amapá – SINDUFAP – Sindicato dos Trabalahdores em Empresas de Transportes Ferroviário dos Estados da Bahia e Sergipe – SINDIFERRO – Associação dos Educadores e Educadoras Sociais do Estado de São Paulo – AEES SP – Núcleo Costa Litorânea – SEPE – Coletivo Transforma Ministério Público – MP – Espaço Cultural Mané Garrincha – Sindicato dos Servidores Públicos Federais da Educação Profissional e Tecnológica no Estado de Alagoas – SINTIETFAL

Entrevistas realizadas em Macapá-AP, em novembro de 2020

Realização La Mestiza Audiovisual www.lamestizaaudiovisual.com.br

Fechar Menu