As assembleias realizadas pelo Sindieletro, em todo o Estado, no período de 22 a 25 de outubro, decidiram rejeitar a proposta de PLR 2019 por entenderem que há espaço para negociar uma melhor Participação nos Lucros e Resultados.

Dos 1.137 trabalhadores que participaram das assembleias, 83,82% rejeitaram a proposta da empresa. Para os trabalhadores que debateram a proposta, é hora de cobrar da Cemig diálogo e celeridade, pois há plena condição de fechar o acordo antes do fim do ano, com uma proposição que atenda aos anseios da categoria.

E os eletricitários (as) têm na ponta da língua as premissas da PLR: distribuição linear com montante calculado a partir da Lajida; indicadores e metas justos, transparentes e acessíveis para acompanhamento dos trabalhadores.

O Sindieletro já encaminhou ofício à empresa comunicando sobre a decisão da categoria e solicitando a reabertura imediata das negociações.

Fonte: Ascom Sindieletro-MG

Fechar Menu