O presidente da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (CHESF), Fábio Lopes Alves, visitou na quarta-feira (03) o senador Elmano Férrer, em Brasília, e confirmou recuo na decisão de transferir para o Ceará o centro de operações da companhia que hoje funciona em Teresina.

                Desde 2017, houve ameaças de mudanças gerenciais da Chesp no Piauí. No mês de fevereiro deste ano, a companhia anunciou que o centro de operações, que existe há 43 anos em Teresina, seria transferido para Fortaleza, o que causou uma grande mobilização da diretoria do Sindicato junto a parlamentares do Estado, ao governador Wellington Dias e também junto à bancada federal.

                Com isso, muitos deles compraram a briga, como o deputado Julio César e o senador Elmano Ferrer. Na semana passada, Ferrer esteve com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e posteriormente com o presidente da CHESF, Fábio Lopes Alves, que, enfim, confirmou que a estrutura organizacional da CHESF no Piauí permanecerá intacta com todos os seus funcionários.

                Para o presidente do SINTEPI, Paulo Sampaio, a decisão da permanência do CROO é acertada, uma vez que se fosse extinto o órgão no Piauí resultaria em um grande atraso no desenvolvimento estratégico enérgico do Estado, que cada vez cresce em investimentos de energias renováveis. “O centro de operações é vital para o Estado para que seja fortalecido o potencial dessas novas fontes de energia, como a solar e a eólica, nas quais o Piauí é destaque no cenário nacional. Então, é importante destacar essa vitória ao empenho do poder executivo do Estado, na pessoa do governador Wellington Dias, bem como dos nossos parlamentares estaduais e federais, especialmente o deputado Julio Cesar e o senador Elmano Ferrer”, destacou.

Fonte: Ascom SINTEPI

Fechar Menu