Não vamos deixar que isso aconteça. Continuamos na pressão junto aos parlamentares para que o projeto de lei não seja aprovado pelo Congresso

Um decreto do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) deve ser publicado nos próximos dias estabelecendo quem será o coordenador financeiro da privatização da Eletrobras, a quem caberá determinar a modelagem da venda da estatal, disse o presidente da companhia, Wilson Ferreira Junior, nesta quarta-feira (14/3) à imprensa.

O executivo lembrou que nesta terça-feira (13/3) foi instalada a comissão especial da Câmara que vai tratar da privatização. “Entendemos que há condições de que seja um trabalho célere”, afirmou.

Depois da publicação do decreto, enquanto o Congresso aprova o projeto de lei sobre a privatização, o coordenador do processo vai iniciar a preparação da companhia, com realização de estudos para descotização e para as cisões de Itaipu e da Eletronuclear. “Olhando nossa jornada, ainda temos muita coisa a fazer, mas é importante reconhecer que já fizemos muito”, disse Ferreira Junior.

Distribuidoras 

No caso da privatização das distribuidoras da Eletrobras, a previsão é que os editais da operação sejam divulgados até o início da próxima semana, com 45 dias de antecedência em relação ao leilão de venda das concessionárias, que deve ocorrer em 4 de maio, afirmou o presidente da estatal.

Segundo ele, serão divulgados seis editais, um para cada empresa, pelo fato de que as distribuidoras são diferentes entre si e algumas não são 100% da Eletrobras. “O data room está aberto desde dezembro, já temos candidatos interagindo com a empresa”, afirmou Ferreira Junior.

De acordo com Ferreira Junior, existia uma pendência para a publicação dos editais que era a conclusão das audiências públicas e assembleias das companhias. Como esse ponto já foi superado, os documentos devem ser publicados entre esta quinta-feir (15/3)a e o início da próxima semana.

Grandes companhias com atuação no mercado brasileiro de distribuição estão demonstrando interesse nas distribuidoras da Eletrobras, segundo o executivo. Equatorial, Neoenergia, Enel e Energisa estão entre as companhias interessadas nas distribuidoras, afirmou. “Muitos deles já fizeram mais que o trabalho de olhar data room. Fizeram diligências e têm demonstrado interesse nessas concessões”, disse. (fonte: Valor online)

NÃO À PRIVATIZAÇÃO DA ELETROBRAS!

Fechar Menu