Apesar do momento difícil pelo qual passa a humanidade com a pandemia do Covid-19, com essa crise sanitária ceifando vidas pelo mundo afora e mais ainda aqui no Brasil por negligência do Governo Federal e de determinados governos estaduais e municipais e, lembrando também que no último período tem se intensificado a desigualdade social com redução da renda da classe trabalhadora e aumento dos custos de vida, finalmente chega uma notícia boa aos aposentados suplementados: a vitória definitiva na justiça de um processo que pode recuperar, mesmo que depois de alguns anos, o prejuízo financeiro para essa categoria que muito laborou como trabalhador ativo e que, na sua aposentadoria, merece descanso e muita dignidade!

Que história é essa?

No ano de 2011, aos aposentados suplementados com data-base em janeiro,  apesar do índice usado para correção das suplementações (IGPDI) em 2010 ter registado 11,3058%, a Fundação CESP tungou do referido índice o percentual de 1,4364% relativo à variação negativa do IGPDI ocorrida em 2009 e aplicou portanto, um índice de correção dos benefícios de 9,70%.

O Sinergia CUT não teve dúvida e, assim, o Sinergia Campinas, Sinergia Prudente e Sindluz Bauru entraram com ação coletiva (litisconsórcio), nominando os advogados do Sindicato de Campinas para este processo.

Não deu outra: vitória dos trabalhadores que agora, com muita calma e tranquilidade, terão os seus valores individuais pagos em breve.

Fonte: Débora Piloni – Ascom Sinergia

Fechar Menu