A Neoenergia confirmou na noite desta sexta-feira, 03 de julho, a adesão das quatro distribuidoras do grupo à Conta Covid. As empresas requisitaram um total de R$ 1,664 bilhão, que, segundo o comunicado distribuído ao mercado, estão lastreados em ativos tarifários constituídos, como a CVA.

A Elektro (SP/MS) pediu o maior montante de R$ 614,3 milhões. Em seguida vem Coelba (BA), R$ 499,6 milhões; Celpe (PE), R$ 454,7 milhões; e Cosern (RN), R$ 95,5 milhões.

As empresas chegaram a entrar na justiça para conseguir um prazo maior para adesão à operação financeira, mas tiveram o pedido de liminar recusado pela justiça federal.

No comunicado, a Neoenergia disse que ” reforça seu compromisso com o setor elétrico brasileiro, com o crescimento do país e a melhora da qualidade do serviço para seus clientes”.

 

Fonte: Canal Energia

Fechar Menu