A Eletrobras assinou um memorando de entendimento para encerrar ações de investidores nos Estados Unidos que compraram American Depository Shares (ADS) da empresa, mediante o pagamento de 14,75 milhões de dólares, informou a estatal em fato relevante nesta quarta-feira (2/5).

O acordo ainda precisa ser aprovado pelo Tribunal do Distrito Sul de Nova York, que garante o direito dos membros da ação coletiva de se opor e não aderir ao acordo, segundo a Eletrobras.

“Devido aos riscos de um julgamento por um júri e as particularidades processuais e das leis de valores mobiliários dos Estados Unidos, a Eletrobras acredita que esse acordo é no melhor interesse da companhia e de seus acionistas”, disse a Eletrobras.

A Eletrobras voltou a negar as alegações e acusações feitas na ação, e ressaltou que o acordo não representa reconhecimento de ato ilegal ou culpa. (fonte: Reuters)

A holding brasileira do setor elétrico responde a uma ação coletiva nos Estados Unidos e, assim como no caso Petrobras, que também fez acordo, a ação é por supostas perdas financeiras decorrentes da corrupção, levantada a partir das investigações da Lava Jato.

 

Fechar Menu