O amor não tem fronteiras, não tem cor, não tem barreiras. Amor não é doença, é cura. Amor não mata, mas o preconceito e o ódio sim. Portanto, a nossa luta deve ser em favor do respeito ao próximo e da sua livre orientação sexual; deve ser em favor da vida, da cidadania e da construção de uma sociedade justa e igualitária, independente do gênero sexual de cada indivíduo. No Dia Internacional do Orgulho LGBTQI+, o SINDISAN se soma a essa luta, que deve ser cotidiana e deve ser de tod@s!

*Dizemos NÃO ao preconceito e à LGBTQIfobia!*

#OrgulhoLGBTQI+
#DireitosHumanos
#Cidadania
#Respeito
#SindisanNaLuta

Fechar Menu