Espírito da maldade quer voltar

A proposta do presidente da Cosanpa, José De Angelis, enviada à entidade sindical na sexta-feira, 21, simboliza a volta do espírito do mal. E está sendo pior que a proposta do ex-presidente Márcio Leão, na data-base de 2019. Naquela ocasião, a entidade sindical teve a necessidade de ir até o governador para demover a tentativa de mutilação do acordo coletivo. Agora o filme se repete numa versão ainda pior. Igualmente à nossa reação de 20119, agora novamente não vamos aceitar nenhum retrocesso no ACT.
A proposta da empresa tenta excluir nove cláusulas do acordo, além de propor a mudança para pior em outras 21 cláusulas.
Na quarta-feira, 19, tivemos a primeira reunião com a Cosanpa sobre a data-base e na sexta-feira, 21, recebemos a proposta que envolve as cláusulas sociais. Imagine você quando a negociação entrar nas cláusulas econômicas, quanta maldade ainda virá!
Para falarmos sobre essa primeira investida do presidente da Cosanpa em detonar nossos direitos, o Sindicato está convocando assembleias para os dias 26 de maio (quarta-feira) e 28 (sexta-feira), em Belém e regionais (conforme decisão de cada dirigente sindical nas unidades), presencial, nos locais de trabalho.
Em Belém, na quarta-feira, 26, as assembleias serão em São Brás, Unisul (Jurunas) e Marambaia. Na sexta-feira, 28, no Utinga, Bolonha, Unam (Benguí) e Unbr (Cidade Nova). Sempre às 9h.

NÃO A RETROCESSOS!

É um absurdo o presidente da Cosanpa vir à mesa para propor exclusão de direitos! Veja as nove cláusulas que a empresa tenta acabar: Cooperativa habitacional, homologação de rescisão de contrato, código de ética, troca de turno, reforma por local de trabalho, segurança patrimonial, conselho de administração, prorrogação da vigência do ACT e Negociação.
Entre as 21 cláusulas propostas pela direção da Cosanpa a serem modificadas, estão Incentivo à aposentadoria (acabando), PCS, que sofreria uma reformulação sem a participação dos trabalhadores/as e Data do pagamento (mudaria para o último dia útil do mês).
Como você pode ver, precisamos reagir a todo esse ataque aos nossos direitos, que foram conquistados com muita luta. Por isso é importante que você participe das assembleias nesta quarta e sexta-feiras.
De antemão, avisando à direção da Cosanpa que não vamos aceitar nenhum retrocesso, nenhum direito a menos, que não teremos fechamento de acordo coletivo em mesa de negociação, levando em conta essa proposta de retirar direitos e conquistas da categoria.
O presidente da Cosanpa é maldoso com os trabalhadores/as próprios/as, mas bastante benevolente com os comissionados. Isso demonstra que ele não tem compromisso com a recuperação da Cosanpa e com o serviço prestado pela empresa.

RECUPERAÇÃO E VALORIZAÇÃO

A Cosanpa precisa ser recuperada e valorizada. E qualquer que seja o projeto de melhorar a empresa, precisa necessariamente melhorar a situação de seus empregados/as. Não há como priorizar o serviço prestado pela Cosanpa, sem valorizar o trabalhador e a trabalhadora da Cosanpa.
Estamos indo à negociação para buscar sim a melhoria dos/as trabalhadores/as, por isso não é cabível qualquer mexida no acordo coletivo que venha prejudicar a categoria. Nosso ACT foi construído e conquistado ao longo de muitos anos de negociação, lutas, mobilizações e greves, sendo sem dúvida o maior patrimônio da categoria, não cabendo a supressão de direitos.

MOBILIZAÇÃO

É importante que você participe das assembleias, pois o processo de negociação está apenas iniciando e juntos temos mais força. Contamos com a participação de todos. Vamos em frente!

Fonte: Ascom STIUPA
Fechar Menu