O Conselho Estratégico Universidade-Sociedade (CEUS) da Unifesp realizou, na sexta-feira (22/3), a primeira sessão com seus membros representantes da sociedade civil e dos setores público e privado. Composto por 60 conselheiros, com mandato para o período 2019-2021, o CEUS irá propor e debater temas de interesse local, nacional e internacional que orientem as ações de ensino, pesquisa e extensão da Unifesp, programas e ações acadêmicas, metodologias de ensino inovadoras, alinhado com as necessidades da sociedade brasileira.

O órgão também buscará colaborar com a avaliação do estudante egresso da Unifesp, com a proposição de parcerias com movimentos sociais, órgãos de classe e entidades civis, além de parcerias público-privadas para investimentos estratégicos da universidade, incluindo novas infraestruturas e áreas de pesquisa.

No início do encontro, a reitora Soraya Smaili deu boas-vindas aos conselheiros, os quais ajudarão, segundo ela, a ampliar a interação da Unifesp com a sociedade no cumprimento de sua missão. “É uma iniciativa inédita com a participação de diversas representações para fazermos melhor o nosso trabalho. Esse é um momento histórico para todos nós”, afirmou. Ela ainda fez a apresentação de um breve histórico Unifesp, de sua estrutura organizacional e de seu modelo de governança, com dados e indicadores acadêmicos e orçamentários mais atuais da instituição.

Para Pedro Arantes, pró-reitor de Planejamento da Unifesp, o CEUS é um órgão estratégico e democrático que coloca o diálogo com a sociedade em novo patamar. “Ele é uma oportunidade para a defesa do conhecimento contra o obscurantismo, para defesa das universidades públicas como fundamentais para um país mais justo, plural, sustentável e solidário”, conclui.

Clique no link abaixo e leia a matéria na integra.

https://goo.gl/3tEsru

Fechar Menu