Com o intuito de constituir oficialmente a Confederação Nacional dos Urbanitários – CNU, será realizada Assembleia de Fundação no dia 19 de dezembro. A fundação da nova entidade de representação dos trabalhadores dos setores de energia elétrica, saneamento, gás e meio ambiente, cumpre resolução de congresso nacional da categoria realizado em 2015, com a participação de 40 sindicatos de todo o país.

“A Confederação Nacional é um sonho dos urbanitários há mais de 10 anos. É um projeto de organização e de luta dos trabalhadores para enfrentar os novos desafios. Apostamos na Confederação para que tenhamos uma condição institucional capaz de abraçar todos os sindicatos do ramo. A CNU será a estrutura única nacional dos urbanitários e que nos dará energia e água suficiente para enfrentar as lutas futuras”, explica Paulo de Tarso Guedes de Brito Costa, eleito primeiro presidente da CNU no congresso de 2015.

A constituição da CNU é endossada legalmente por três federações: Federação Nacional dos Urbanitários – FNU; Federação Regional dos Urbanitários do Nordeste – FRUNE; e Federação Interestadual dos Trabalhadores Urbanitários nos Estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins e no Distrito Federal – FURCEN.

Para o presidente da FNU, Pedro Blois, a fundação da Confederação significa “um grande passo rumo ao enfrentamento da retirada de direitos dos trabalhadores das categorias que integram o ramo urbanitário, assim como para a reorganização e reunificação de lutas”.

Também o presidente da FRUNE, Raimundo Lucena Maciel, vê a criação da CNU como “de fundamental importância para a luta dos urbanitários nesse momento de crise e de conjuntura extremamente adversa para a classe trabalhadora”.

ASSEMBLEIA DE FUNDAÇÃO DA CNU

19 de dezembro – 11 horas

Local – Auditório do Sindicato dos Urbanitários do Distrito Federal – STIU-DF
SHCS QD 06 BLOCO A, 7º Andar, Condomínio Edifício Arnaldo Dumont Villares – Brasília – DF

LEIA:
Convite para Assembleia Fundação CNU

 

Fechar Menu