O Sintepi – Sindicato dos Urbanitários do Piauí – está denunciando que a empresa Cepisa está sendo invadida por empresas privatistas como a ENERGIZA, ENEL e EQUATORIAL, interessadas em assumir os serviços da companhia.

Os urbanitários piauienses estão em vigília em frente a Cepisa contra essa invasão e em luta contra a entrega do setor elétrico ao setor privado.

Leia nota do Sintepi ao povo piauiense:

Os trabalhadores do setor elétrico vêm sofrendo com ameaças de privatização, mas, através de movimentos fortes, vêm mostrando sua capacidade de luta e resistência contra a entrega da Chesf e Cepisa para o setor privado. Por último, mesmo com liminar que impede a privatização do Sistema Eletrobras, a Cepisa tem sido invadida por empresas privatistas como a ENERGIZA, ENEL e EQUATORIAL, interessadas em assumir os serviços da companhia. Esses conglomerados nacionais estão em Teresina para conhecer o funcionamento da Cepisa. O Sindicato dos Urbanitários vem fazendo vigília, buscando impedir essa invasão, uma vez que não existe nenhum processo licitatório aberto visando a venda da nossa companhia energética.

O Sindicato dos Urbanitários alerta aos piauienses que o histórico das privatizações em outros estados resultou em demissões em massa de trabalhadores, precarização dos serviços, aumento exorbitante das tarifas de energia, além de outras mazelas que afetam diretamente os trabalhadores e toda população. Temos exemplos de empresas que, ao serem privatizadas, tiveram o seu atendimento ao público deficitário, com atendentes virtuais que não resolvem nada, além de ocorrer o tarifaço.

Acionaremos os órgãos de fiscalização e o poder Judiciário para que tomem as devidas providências, no sentido de impedir esta devassa no maior patrimônio do povo do Piauí, a Cepisa.

ENERGIA NÃO É MERCADORIA!

NÃO à privatização do setor elétrico!!

 

 

Fechar Menu