Leia abaixo o informe da AEEL – Associação dos Empregados da Eletrobras

Uma prova à dignidade da diretoria da Eletrobras.

O remédio à matéria do jornal Valor Econômico de 11/07, sob o título: “Empregado pode ter de ressarcir PLR à Eletrobras” é um COMUNICADO AO MERCADO reafirmando a conformidade das decisões da Diretoria Executiva e Conselho de Administração da Eletrobras (CAE).

Em uma diretoria colegiada geralmente todos juntos tomam decisões. Mas, olhando para o colegiado da holding de hoje, é notório que um decide ao seu bel prazer e, pode-se dizer, que os demais se mantém omissos e subservientes, figurando como um animal parecido com o avestruz, que prefere enterrar a cabeça para não enxergar os problemas ao seu redor.

Desde julho de 2016, a Eletrobras e seus trabalhadores e trabalhadoras vêm enfrentando uma bateria de ataques patrocinada por quem, por motivos éticos e morais, deveria ter a responsabilidade de defendê-los.

O indigno e ocupante da presidência da Eletrobras, Wilson Pinto Junior, veio para destruir a Empresa e, para isso, contratou uma empresa de “comunicação estratégica” (sem licitação, por cerca de R$ 3 milhões!!!) para promover notícias negativas contra a própria Eletrobras, vendendo como positiva a privatização. O descabido contrato foi suspenso pela Justiça Federal.

Ontem, dia 11/07/18, o jornal Valor Econômico, que tanto repercutiu notícias do interesse da FSB e do senhor Wilson Pinto Junior, publicou a citada matéria, tendenciosa e irresponsável, que omite informações e argumentos da Eletrobras, focando apenas nas interpretações e conclusões da CGU sobre o pagamento das PLR´s de 2012 e 2013.

Nesta tenebrosa gestão da Eletrobras, temos observado que a Diretoria Financeira e Relações com os Investidores – DF tem sido uma competente divulgadora de FATOS RELEVANTES e COMUNICADOS AO MERCADO. Uma profusão de informações para tentar viabilizar a sanha entreguista do presidente Wilson Pinto Junior.

É óbvio que os FATOS RELEVANTES e COMUNICADOS AO MERCADO estão submetidos à vontade do presidente e aos seus interesses privatistas em detrimento dos interesses da Eletrobras, de seus acionistas, Conselheiros e trabalhadores e trabalhadoras.

A AEEL e as demais Entidades de Representação dos trabalhadores e trabalhadoras solicitam que a Diretoria Executiva da Eletrobras se digne a fazer um Comunicado ao Mercado sobre a matéria do Jornal Valor Econômico e, para facilitar o trabalho, sugerem o seguinte texto:

 

Não nos conformaremos com nada menos que a verdade! E, diante do ocorrido, não nos portaremos como avestruzes: As Entidades de Representação da Base RIo convocam para Assembleia Informativa/Deliberativa, dia 13/07, às 9h, na porta do Herm Stoltz. Pauta: Paralisação dia 17/07 contra a Privatização da Eletrobras e distribuidoras; Posicionamento da Eletrobras quanto ao balanço apresentado (PLR 2017).

Faremos também um Ato de Repúdio contra as declarações forjadas e ao silêncio da Direção da Eletrobras sobre a matéria do Valor Econômico.

Leia: Informe AEEL

Faça sua parte e pressione os senadores contra a privatização das distribuidoras Eletrobras: envie mensagens para seus e-mails, redes sociais (Twitter, Facebook, Instagram). Você também pode telefonar para os gabinetes.

Clique aqui para ver a lista de senadoras e senadores. Faça sua parte e pressione seu parlamentar contra a privatização das distribuidoras Eletrobras.

 



Fechar Menu