Os trabalhadores da Cepisa, no Piauí, estão mostrando sua capacidade de luta e resistência contra a privatização da empresa ao tentarem impedir a entrada de funcionários da Energisa, uma das empresas privadas interessadas em assumir os serviços da companhia e que, nos últimos dias, está em Teresina para conhecer o funcionamento da empresa. Porém, o Sindicato vem fazendo vigília nos portões da Cepisa para impedir a entrada desses privatistas.

Infelizmente, existem algumas figuras dentro da empresa que estão trabalhando para tentar facilitar a entrada desta empresa Energisa na Cepisa, inclusive atrapalhando a luta dos trabalhadores. Queremos lembrar que a privatização significa demissões em massa, precarização dos serviços, aumentos exorbitantes das tarifas de energia, além de outras mazelas que afetam diretamente aos trabalhadores e a toda população. Temos exemplos de empresas que, ao serem privatizadas, demitiram 90% do seu corpo de funcionários e os 10% que restaram foram através de recontratações, que visam à diminuição dos salários e o corte de direitos trabalhistas.

Mesmo assim o Sindicato continua a fazer a luta e nesta quinta-feira (18/1), em grande assembleia, a categoria referendou a resistência contra a entrega da nossa empresa ao capital privado aprovando por unanimidade a criação de uma comissão de mobilização permanente contra a privatização. Nossa luta não irá parar, vamos resistir até fim! Trabalhador unido jamais será vencido! (fonte: Sindicato dos Urbanitários – PI)

NÃO à privatização da Cepisa! 

Fechar Menu