Os trabalhadores da Engelmig, empresa que presta serviços terceirizados à Energisa/MS, se reuniram na última sexta-feira (15/12), em assembleia para discutir o Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2018.

A empresa apresentou uma contraproposta de reajuste salarial de 1,83%, índice acumulado em 12 meses do INPC, e 2,5 % para o vale alimentação. Essa proposta foi rejeitada, por unanimidade, pelos trabalhadores.

A categoria segue com a proposta anterior:

– reajuste nas cláusulas econômicas de 2,5%;
– vale alimentação de R$ 20,00;
– vale extra de Natal (Vale Peru) de R$ 120,00.

Agora, o Sinergia-MS vai aguardar uma nova contraproposta da empresa para apresentar aos trabalhadores em reunião que deve acontecer nesta segunda-feira, dia 18. Caso a Engelmig não melhore os índices, a categoria poderá entrar em greve.

Todo o processo de negociação está sendo acompanhado pelos diretores do sindicato, Natanael Cavalheiro e Elvio Vargas. (fonte: Sinergia-MS)

Fechar Menu