De 28 a 30 de maio o Sindieletro realizou 61 assembleias nas portarias da Cemig. Por ampla maioria, os eletricitários e eletricitárias aprovaram a proposta de paralisação das atividades na próxima terça-feira, dia 5 de junho,em protesto contra a enrolação da direção da empresa na negociação da nossa pauta.

Vamos cobrar da gestão da Cemig que respostas para as nossas demandas e exigir respeito com aqueles que mantêm o sistema elétrico de pé e produzem o lucro da empresa.

Além do abono, a gestão da Cemig tem que responder a cerca de 40 pautas que se acumularam nos últimos meses, como PCR, saúde e segurança, assédio moral, readaptações, entre outras.

Fechar Menu