O Sindieletro está em todas as frentes, organizado para defender a Cemig contra a proposta do governador Romeu Zema de privatizar a empresa. Além disso, estamos protestando em solidariedade às famílias das vítimas de mais um crime cometido pela Vale, desta vez em Brumadinho. Durante toda a semana estivemos nas portarias da Cemig, mobilizando os eletricitários, denunciando para população e alertando as autoridades sobre os riscos e prejuízos que a desestatização da maior empresa de Minas poderá provocar à economia e à sociedade.

A nossa luta é em defesa de uma Cemig pública, que gere empregos e serviços de qualidade, contra o fechamento das localidades e a transferência dos trabalhadores para cidades pólos, mas também é pela defesa de todas as empresas estatais, pela preservação da vida e do meio ambiente. Nesta quinta-feira (31), o Sindieletro/MG participou do fechamento da via de acesso da mineração de Brumadinho e, depois, do ato contra os crimes da Vale em frente ao Memorial Minas Gerais Vale!

Fechar Menu