Em virtude da ameaça de extinção do Centro Regional de Operação Oeste – CROO da Chesf, instalado no Piauí, o Sindicato dos Urbanitários-PI promoverá o Seminário Estadual de Operadores de Sistema e Instalações Elétricas, com o objetivo de propor alternativas para fortalecer a Operação junto às empresas do Grupo Eletrobras. O evento acontecerá dia 16 de fevereiro, no auditório da entidade.

A diretoria da CHESF anunciou, ainda ano passado, o projeto de transferência do CROO-PI para o estado do Ceará. Segundo a empresa, os motivos que levaram a diretoria de operação a tomar esta decisão são basicamente os seguintes: o avanço tecnológico que a Chesf fez em seu sistema; a situação financeira da empresa; a necessidade de completar o quadro de operadores de instalação nas subestações de Teresina 1, 2 e 3; como também seguir uma tendência do mercado em redução de centros de operação do sistema.

O Sindicato de imediato se manifestou contrário a tal decisão tomada pela diretoria da Chesf e vem buscando de meios legais para reverter tal decisão. “Entendemos de forma clara a importância do CROO para o Piauí, que já vem desenvolvendo seu trabalho há 42 anos e nos últimos anos tem sido destaque na recomposição do sistema, como também tem se destacado na aplicação das normas da empresa e de qualidade ISO 9001”, disse Paulo Sampaio, presidente do Sindicato. Ele ressaltou ainda que o Piauí vem se destacando a nível nacional como um dos grandes estados produtores de energia elétrica e solar, portando o desmonte da Operação de Sistemas e de Instalações aqui no estado vai à contramão do que propõe o governo estadual. “O fim do CROO no Piauí irá fragilizar e colocar em risco o sistema elétrico nacional, porque aqui somos uma interligação Norte/Nordeste de extrema importância”, explica Sampaio.

Ao final do seminário o Sindicato pretende produzir uma carta/documento com todas as propostas deliberadas durante os debates, que se tornará publica e será entregue às autoridades do Estado, entidades sindicais, federações, confederações ligadas ao setor elétrico nacional, como também a toda sociedade brasileira. (fonte: Urbanitários-PI)

 

Fechar Menu