Os diretores do Sinergia-MS estiveram na última semana (dia 22/2), na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, para protocolar dois relatórios técnicos que impactam e tentam preservar a vida dos eletricitários. Em reunião com o superintendente Vladimir Benedito Struck, estavam os dirigentes sindicais Elvio Vargas e Giovano Midon Braga.

Um dos documentos protocolados é um parecer técnico de um perito especializado do setor elétrico sobre o acidente fatal do eletricista Jean Roberto Pereira Weiss Ramos, de 29 anos. O caso aconteceu no dia 23 de outubro de 2017, em Amambai.

Depois deste acidente, o sindicato contratou o perito para apresentar um relatório apontando mudanças nos procedimentos da Energisa/MS. “Preocupados com a vida do trabalhador, quisemos apresentar um relatório que recomendasse mudanças para evitar situações vulneráveis aos trabalhadores”, comentou Elvio Vargas.

Outro relatório técnico protocolado é sobre o descumprimento da NR-10, o regulamento que define regras de segurança para trabalho nas proximidades de instalações elétricas. Em negociação com a concessionária de energia elétrica de MS, o sindicato conseguiu o comprometimento da empresa em não solicitar que os eletricistas façam o corte isolado.

“Negociamos este tema com a Energisa/MS, mas queremos homologar para que a empresa não volte atrás. Precisamos que esse compromisso fique registrado no Ministério do Trabalho”, pontuou o diretor do sindicato, Elvio Vargas.

O superintendente regional do Trabalho, Vladimir Benedito Struck, informou que será realizada uma reunião com representantes da Energisa, do Sinergia e do Ministério do Trabalho para discutir os questionamentos apresentados pelo sindicato. “A previsão é que essa reunião ocorra dentro do prazo de 30 dias”, esclareceu. (fonte: Sinergia-MS)

 

Fechar Menu