Na manhã da sexta-feira (29 de março), a diretoria do SINDIÁGUA esteve na sede da Corsan para entregar ao presidente da Companhia Jorge Melo e ao diretor Antonio Carlos Paganella o rol de propostas para o Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2020.
Um trabalho que teve início nas reuniões de bases com secretários regionais e delegados sindicais com os trabalhadores e trabalhadoras nas unidades em todo o estado para discutir as demandas de cada região, que no
último dia 15 passaram pela aprovação da categoria em nossa Assembleia Geral.
No encontro de hoje, a diretoria do SINDIÁGUA reforçou a preocupação e destacou nossa luta contra as PPPs e a terceirização na nossa Companhia. “Essas medidas, além do risco de corrupção que trazem, precarizam o serviço já que o terceirizado não costuma ter o comprometimento que o servidor tem”, disse Arilson Wunsch, secretário-geral do SINDIÁGUA.
O presidente do sindicato, Leandro Almeida, também enfatizou a necessidade de um concurso público. “Todas as áreas hoje precisam de pessoal, a categoria está sobrecarregada”, disse ele.
Além da exigência de um concurso público o mais breve possível, também foi pedida a prorrogação do Acordo Coletivo atual, que tem data de encerramento no dia 30 de abril, até o final das negociações do novo acordo.

Fechar Menu