Bolsonaro: Trabalhador do saneamento não é criminoso, apenas trabalha!

Durante os dias 27 e 29 de agosto, ocorreram diversas atividades que visam tratativas para garantia de direito do saneamento básico. Representantes de diversas entidades realizaram visitas a deputados e participaram de audiências públicas para debater sobre os direitos ao saneamento, água e tratamento de esgoto de qualidade para todas as classes sociais.

Atualmente o governo Bolsonaro mantém o que já vinha ocorrendo no governo Temer, que além de entregar a soberania nacional agora também quer mexer com a água, uma atitude inadmissível.

Neste caso, seguimos a luta em defesa do saneamento público e universal como direito de todos os brasileiros.

O Governo Federal, insiste em dizer que os trabalhadores públicos são os responsáveis pela falta de saneamento, atribuindo a eles um crime em receber seus salários, um verdadeiro absurdo. Vale lembrar ao governo que a Lei 11445 tem em torno de 10 anos e precisa ser aprimorada, entretanto, não destruída da forma como vem acontecendo.

Segundo o secretário geral de assuntos intersindicais do Sindiágua-RS, Arilson Wunsch que representa a Frente Nacional pelo Saneamento (FNSA), É um jogo de “cartas marcadas,” e que a esperança é que a Câmara dos Deputados ouça o apelo das ruas e dos menos favorecidos.

Dentre as atividades realizadas os representantes também participaram da reunião na sede da Associação de Serviços Municipais de Sanemento (ASSEMAE), com importantes lideranças para discutir os rumos do saneamento do Brasil. “A política de saneamento deve ser uma política de estado e não da cabeça de quem está ocupando no momento a cadeira no executivo”, conclui Arilson.

Além dos representantes, o deputado Túlio Gadêlha (PDT), também esteve presente nas audiências realizadas na OAB Nacional e na Câmara Federal onde também foi tratada a PL sobre o Marco Regulatório do Saneamento.

A luta continua por uma sociedade mais justa e acima de tudo humana, que não pense somente em dinheiro e sim na VIDA.

ÁGUA É UM BEM DE TODOS, NÃO PODE TER DONO!

Fonte: Ascom Sindiágua-RS

Fechar Menu