O Sindae ( Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente no Estado da Bahia), realizou nesta  quinta-feira (15/2), na capital e interior da Bahia, assembleias para consultar os trabalhadores do saneamento básico sobre a participação na Greve Geral que está sendo convocada pela CUT e demais centrais sindicais para a segunda-feira (19/2), em protesto a reforma da Previdência.

A pauta, de acordo com a convocação divulgada em edital da entidade, tratou da possibilidade de deflagração do Estado de Greve, caso a votação da Reforma da Previdência prevista para ser votada no dia 19, avance no Câmara dos Deputados.

Atendendo ao chamado do sindicato, os trabalhadores compareceram às assembleias e aprovaram por maioria a participação no Dia Nacional de Lutas; momento em que milhares de trabalhadores brasileiros estarão correndo risco eminente de perder direitos históricos a partir do desmonte da Previdência Social defendida pelo governo Temer.

Durante as assembleias, os dirigentes sindicais discorreram sobre os impactos e as principais perdas para os trabalhadores caso a proposta seja aprovada, além de orientar os trabalhadores a participarem do Dia Nacional de Lutas de maneira mais atuante possível; seja nos lares, nos espaços políticos, nas relações pessoais ou nas redes sociais. “O dia 19 não é um dia de folga para nós. Será mais um dia de luta. A nossa grande vitória não será meramente a mobilização nas ruas de todo o país. Temos que tomar consciência de que a nossa grande vitória será a suspensão da votação dessa proposta nefasta que acaba com a nossa previdência social e retira direitos duramente adquiridos dos trabalhadores brasileiros”, conclamou Danilo Assunção, Coordenador Geral do Sindae.
Além de Salvador ( Embasa e Cerb), as assembleias foram realizadas nas unidades de Senhor do Bomfim – Embasa, Feira de Santana – CERB, Paulo Afonso – EMBASA, Caetité – Embasa e Itabuna – Emasa. (fonte: Sindae-BA)

Fechar Menu