O provável relator do projeto de lei da privatização da Eletrobras, deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA), disse ao site Poder360 que o texto enviado ao Congresso por Temer para a privatização do sistema Eletrobras “não tem nenhuma viabilidade política”.

“O projeto não traz nenhuma solução de médio/longo prazo para o setor. É apenas uma proposta de venda –com algum ‘biscoito’ para certos grupos. Assim, não passa em 2018 nem nunca”, afirmou.

Aleluia disse que, se for confirmado como relator do projeto, irá propor mudanças e ouvir técnicos do setor elétrico. “Não farei parte de uma operação que deixará a situação ainda mais difícil para o setor”, declarou.

O deputado Efraim Filho (DEM-PB), líder do partido na Câmara, afirmou que a bancada seguirá a posição do relator. “Temos a tese de que o Estado deve ser pequeno, privatizar aquilo que não é essencial. Mas precisamos avaliar o projeto enviado e respeitaremos a expertise do relator na área energética”, disse.

Debate no Congresso

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) acredita que o governo não conseguirá votos suficientes para aprovar o projeto na Câmara. Ele afirmou que o partido é “totalmente contrário e trabalhará para derrubar o PL”.

“Esse projeto, junto com a questão da Previdência, será prioridade na reabertura do ano legislativo. Mas jamais poderia ser apresentado por 1 governo sem legitimidade. Não tem votos para aprovar nada”, disse.

Atraso no cronograma

O governo tinha interesse em enviar o PL antes da ida do presidente ao Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. A intenção era apresentar a privatização da estatal “como sinal da retomada na economia brasileira”.

No entanto, o STF (Supremo Tribunal Federal) ainda decidirá se aceita ou não recurso da AGU (Advocacia Geral da União) contra decisão de juiz de Pernambuco que suspendeu trecho da medida provisória 814. A MP inclui Eletrobras e subsidiárias no Plano Nacional de Desestatização. (com informações: Poder 360)

Toda pressão junto aos parlamentares para não aprovarem a privatização da Eletrobras. 

Urbanitários em luta!

 

Fechar Menu