O novo presidente do Banco de Desenvolvimento Econômico e social (BNDES), Joaquim Levy, afirmou em entrevista coletiva, após cerimônia de transmissão de cargo nesta terça (8/1), que a possibilidade de venda da Eletrobras ainda está sendo analisada.

“A privatização da Eletrobras continua em discussão e vamos apoiar a política que se fixar”, disse ele, mas que se mostrou otimista em relação à privatização das estatais federalizadas do setor elétrico, conforme reportagem publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Apesar de ainda ser dúvida o que será feito com a Eletrobras, Levy declarou que a venda das empresas federalizadas já está decidida. “O departamento de desestatização do banco não aparecia, mas continua ativo. Privatização das empresas estaduais de energia elétrica se arrastava há 20 anos e hoje é um tema resolvido”.  (com informações: O Estado de S. Paulo)

Vale lembrar que quando candidato Jair Bolsonaro diz que “país sério nenhum no mundo faz isso, entregar (o setor elétrico) para outros países”, afirmando ser a Eletrobras estratégica e vital.

Queremos saber:
Bolsonaro estaria agora voltando atrás?

 

Leia também:
Maioria da população rejeita privatizações, revela pesquisa
Distribuidoras da Eletrobras foram “doadas” e não vendidas

Urbanitários na resistência: contra à privatização do setor elétrico e do saneamento.
ÁGUA, ENERGIA E SANEAMENTO NÃO SÃO MERCADORIAS!

 

Fechar Menu