O presidente Jair Bolsonaro afirmou na tarde desta 2ª feira (22.jun.2020) que “a questão do saneamento é o mais importante no momento”. Ele deu a declaração em entrevista ao canal AgroMais, da TV Bandeirantes.

“Temos quase 100 milhões de pessoas que não têm água encanada e não têm esgoto. Logicamente não vai ser de uma hora para outra, mas já começamos a diminuir essa necessidade, né. Ao conseguir melhorar essas questões, tem 1 alívio no tocante à saúde, porque muitas pessoas se acometem das mais variadas doenças por causa disso. Daí pressiona o sistema de saúde nosso”, disse Bolsonaro.

O Senado incluiu a votação do novo marco do saneamento para a próxima 4ª feira (24.jun). Entre outros pontos, a proposta que trata do assunto (Projeto de Lei 4.162/19) pretende atrair investimento privado para levar água potável a 99% da população, rede de esgoto a 90% e universalizar o serviço até 2033.

Segundo levantamento de 2018 realizado pelo SNIS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento), 35 milhões de brasileiros (16,38%) não têm acesso à água tratada e cerca de 100 milhões (47%) não têm rede de coleta de esgoto.

Para dar agilidade à votação do texto, aprovado no ano passado pela Câmara dos Deputados, o parecer apresentado na 6ª feira (19.jun) pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), relator do projeto na Casa, não fez alterações na proposta apreciada pelos deputados.

Fonte: Poder 360

Fechar Menu