O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, revelou nesta terça-feira, 3 de setembro, que pediu ao presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, que apresentasse para as bancadas a real situação da estatal, mostrando o que vem impedindo que ela invista mais, além dos problemas crônicos da sua estrutura, similares aos do governo federal. De acordo com Maia, os recursos estão ficando cada vez mais escassos, limitados quase que apenas a pagamento de pessoal e aposentadorias.

“A sociedade está sendo preterida em relação a tudo que paga de impostos, temos que enfrentar essa agenda”, afirma. Embora classifique benefícios dos funcionários da empresa elétrica como legítimos e alcançados de modo democrático, o deputado colocou a estatal como exemplo do que esse tipo de concessão acabou por trazer, como a falta de capacidade de investimento para a Eletrobras e a sua desvalorização no mercado.

Rodrigo Maia disse ainda que caberá ao governo decidir se aproveita o projeto anterior de privatização, enviado ainda no governo Michel Temer ou se manda um novo projeto. “Tem que perguntar a eles”, avisa. O antigo projeto, que ainda precisava ser submetido à aprovação da comissão especial, era relatado pelo deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA), que não se reelegeu.

Fonte: Canal Energia

Fechar Menu