A privatização da água foi uma exigência do FMI – Fundo Monetário Internacional – para a Bolívia poder quitar suas dívidas junto à instituição internacional 

Filme relembra que há 17 anos a Bolívia viveu a Guerra da Água, uma consequência direta da privatização da água, inclusive a privatização da água de chuva. Essa foi uma exigência do FMI, Banco Mundial, para negociar a dívida externa da Bolívia.

Infelizmente esta é uma estratégia que se intensifica e está hoje na ordem do dia de muitos governos, sob a “justificativa” das dívidas financeiras. E não se discute se estas dívidas são ou não legítimas.

O filme (abaixo e em espanhol) mostra a experiência da luta e resistência do povo boliviano representado no “Coordenador de Água e Vida” em sua reivindicação e demanda na defesa de recursos naturais no chamado “tarifaço” … (a história não tem terminou)…

ÁGUA É UM DIREITO, NÃO MERCADORIA!

Fechar Menu