O Ministério de Minas e Energia prorrogou até 31 de março de 2019 o prazo para a Eletrobras continuar prestando o serviço de distribuição de energia no Amazonas. Esse prazo venceria no último dia de 2018. A portaria do Ministério de Minas e Energia publicada nesta quinta feira (20/12) ressalva, porém, a possibilidade de um novo concessionário ou um prestador emergencial ou temporário assumir o serviço nesse período.

A Eletrobras leiloou a parte de distribuição da Amazonas Energia no dia 10 de dezembro. O Consórcio Oliveira Energia Atem foi o único a apresentar proposta, e arrematou a distribuidora sem oferecer deságio.

O leilão chegou a ser colocado em dúvida devido a uma liminar emitida pelo TRT da 1ª Região, mas com base em decisão do presidente do Tribunal Superior do Trabalho, a Eletrobras emitiu comunicado ao mercado dia 13 de dezembro assegurando a validade do leilão até o trânsito em julgado da decisão de mérito na ação principal que tramita no TRT. (fonte: G1)

Leia também:
TST mantém válido leilão da Amazonas Energia e jurídico dos eletricitários já prepara medidas contra essa ilegalidade

Urbanitários em luta: contra à privatização do setor elétrico e do saneamento.
ÁGUA, ENERGIA E SANEAMENTO NÃO SÃO MERCADORIAS!

 

Fechar Menu