As “justificativas” do governo golpista para impor uma reforma da previdência que acaba com direitos da classe trabalhadora estão caindo por terra a cada dia.

Colocado por Temer como o principal problema fiscal do governo, as despesas previdenciárias terminaram o ano de 2017 abaixo do esperado, segundo dados preliminares do governo. Esse foi um dos fatores para o déficit primário ter ficado melhor do que a meta para o ano.

Segundo uma fonte informou ao jornal Valor, o gasto obrigatório ficou cerca de R$ 10 bilhões menor que o projetado, sendo que em torno da metade disso foi de despesa a menor na Previdência.

De acordo com dados do Tesouro Nacional, no período de agosto a dezembro a despesa previdenciária já estava indo com um desempenho menor do que o programado. Os números apontavam R$ 197,6 bilhões de gastos realizados, montante 1% menor do que o programado. (com informação; Valor Econômico)

Fechar Menu