A FNU – Federação Nacional dos Urbanitários – completa, neste dia 20 de novembro, 69 anos de uma trajetória marcada pelas lutas em defesa dos direitos dos(as) trabalhadores(as) do ramo urbanitário, mas que também perpassa pela defesa da soberania do país. Essa longa história se construiu com a participação dos seus dirigentes nas lutas nacionais, pelos direitos dos trabalhadores, contra o racismo, os direitos das mulheres, dos LGBTs, dos portadores de deficiência, por democracia e o fortalecimentos das empresas públicas nas áreas de energia e saneamento.

A FNU, a partir de agora, inicia um processo de transição de Federação para Confederação Nacional dos Urbanitários – CNU, que irá incorporar todo o legado de luta dos 69 anos de existência da entidade. Os urbanitários(as) estão e continuarão unidos(as) na resistência e no enfretamento à conjuntura mais adversa das últimas décadas, diante de um governo de política entreguista que atinge em cheio o ramo urbanitário, com os processos de privatização dos setores de energia elétrica, gás e saneamento básico. Por isso, nossa luta está mais forte do que nunca, por: #PrivatizarNÃO – #EletrobrasPública – #SaneamentoPúblico – #NenhumDireitoAMenos !

Fechar Menu