O Conselho de Administração da Eletrobras aprovou na última segunda-feira (11) a oferta vinculante de R$ 33 milhões realizada pelo Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia Pirineus para aquisição de todas as ações da estatal na Sociedade de Propósito Específico Eólica Mangue Seco 2 – Geradora e Comercializadora de Energia Elétrica (MS2), o que corresponde a 49% do capital social do empreendimento localizado em Guamaré (RN), informou a empresa em comunicado ao mercado.

O valor da proposta é referenciado na data de 31 de dezembro de 2018, e poderá ser acrescido em até 15% dependendo da geração futura de energia da usina, esclareceu a companhia. Além disso, caso algumas condições previstas no Acordo de Acionistas se concretizem, o valor de venda será majorado em mais R$ 2 milhões. A SPE foi constituída com o objetivo de realizar a construção, instalação, operação e exploração da central eólica Mangue Seco 2 (26 MW), que conta com 13 aerogeradores de 2 MW cada.

A assinatura do contrato de compra e venda está sujeita ainda a aprovação da Aneel, Cade e credores. Só após esses processos o FIP Pirineus passará a deter 49% de participação na MS2, sendo o restante de posse da Petrobras. A operação está inserida no contexto de alienação das participações societárias da Eletrobras remanescentes do Leilão n.º 01/2018, ocorrido em 27 de setembro de 2018.

Fonte: Canal Energia

Fechar Menu