O conselho de administração da Isa Cteep aprovou a retenção de R$ 845,5 milhões do lucro registrado no exercício de 2019, que totalizou R$ 1,76 bilhão. O restante, cerca de R$ 917,4 milhões já foram pagos na forma de adiantamento de dividendos e juros sobre capital próprio ao longo do ano passado.

Do valor retido, R$ 81,1 milhões serão destinados à reserva legal, R$ 336,3 milhões à constituição de reserva estatutária e R$ 428 milhões à constituição de reserva especial de lucros. A Isa Cteep não esclareceu os motivos que levaram o Conselho a reter os recursos.

Quem também anunciou a intenção de reter lucros foi a elétrica Engie Brasil, porém, justificando a necessidade de manter dinheiro em caixa para suportar os impactos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A companhia convocou assembleia geral para o dia 28 de abril. Em pauta estará a aprovação para reter 43,2% do lucro líquido do exercício de 2019, que totaliza R$ 949,7 milhões. A companhia pretende distribuir R$ 893,4 milhões em dividendos.

Segundo a Engie, a administração passou a explorar alternativas para manter a distribuição de dividendos e ao mesmo tempo preservar caixa para a realização dos investimentos previstos. Os recursos retidos serão destinados a manutenção do parque produtivo e investimento em novos projetos.

Fonte: Wagner Freire, Canal Energia

Fechar Menu