Na quinta-feira, 22, aconteceu mais uma rodada de negociação entre a diretoria do Sindicato dos Urbanitários da Paraíba – Stiupb, e a Energisa, para tratar das discussões da PLR – Participação nos Lucros e Resultados/2020.

Participaram da reunião virtual os seguintes diretores do Stiupb – Adriano Teixeira (presidente em exercício), Guilherme Mateus, Roberto Nóbrega, Valdemar Figueiredo e Genildo Ferreira; e pela Energisa: Adelene Dias, Flávia Cristina e Daniel Lacerda.

Na ocasião, a empresa apresentou uma nova contraproposta, onde se dispõe a acatar os índices propostos pelo  Sindicato e atender à retirada do teto que foi direcionado e propõe uma possível melhora na margem, em relação ao DEC e ao FEC, embora que sustenta o não pagamento do adiantamento da PLR para este final de ano.

Para o Stiupb, o adiantamento da PLR reforça a  renda do trabalhador e a entidade não aceita o pagamento apenas em 2021: “Esperamos uma nova postura da Energisa para que firme o compromisso de adiantamento, até porque temos acesso a números que comprovam os bons resultados financeiros obtidos pelas empresas até então, e que sinalizam que a Energisa pode fazer sim esse adiantamento da PLR”, destacou o presidente do sindicato.

Ficou definido que oportunamente haverá uma nova rodada de negociação brevemente, onde a empresa deverá se posicionar sobre a proposta apresentada pelo Stiupb, de que a PLR tenha sua parcela de adiantamento neste final de ano mesmo.

Fonte: Ascom STIUPB
Fechar Menu