O ano pode ser novo, mas, os problemas são velhos

Direção do Sindae encaminha ofício ao novo presidente com pedido de reunião

Na terça-feira, 12 de janeiro, a direção do Sindae protocolou ofício na Presidência da Sanasa solicitando agendamento de reunião. Os dirigentes sindicais elaboraram documento, anexado ao ofício, elencando questões consideradas de prioridade máxima para os trabalhadores.

O novo presidente da Sanasa, Manuelito Pereira Magalhães Júnior, vem mantendo intensa agenda de reuniões com gerentes de todas as diretorias da empresa. Com estes encontros, ele pretende reunir o maior número possível de informações sobre a empresa que vai comandar. E para a direção da entidade, é natural que seja assim.

Agora, tão ou mais importante são as informações sobre aqueles que têm a responsabilidade de conduzir a empresa no cotidiano, e que vem fazendo isso com muita competência há mais de quarenta anos: seus trabalhadores. E somente a direção do Sindae, a entidade representativa deles, dispõe dos dados necessários para uma completa radiografia sobre a força de trabalho da empresa.

Até o momento em que fechávamos esta edição de O Registro, ainda não havia resposta ao pedido de reunião feito pela direção do Sindae. Mas, seria importante não haver demora, porque as demandas existentes, que apresentamos de forma resumida abaixo, precisam de respostas urgentes.

REPOSIÇÃO DE PERDAS SALARIAIS DE 2020

A campanha salarial do ano passado foi concluída com a manutenção de direitos e conquistas, porém, a Sanasa recusou-se a repor nossas perdas salariais acusando a pandemia de Covid-19 e supostos problemas econômicos do município. No entanto, não houve interrupção de serviços, ou seja, a empresa manteve captação, tratamento e venda de água. Campinas foi uma das poucas cidades do país onde não houve racionamento de água durante a pandemia.

PLANO DE CARGOS

O documento que contém o Plano de Cargos e Salários da Sanasa prevê, no item XIV.1, a realização de mapeamento a cada quatro anos. A última avalição digna do nome ocorreu em 2011 seguida de realinhamento em 2017 “para diminuir diferenças salariais”. A falta de periodicidade destas avaliações acarreta sérios problemas de distorções salariais que só fazem aumentar o passivo trabalhista.

REPOSIÇÃO DE FUNCIONÁRIOS

Cerca de 70 trabalhadores se desligam anualmente da Sanasa, a maioria por motivo de aposentadoria. O problema é que estas vagas não são repostas, o que acarreta sobrecarga de trabalho para aqueles que continuam na ativa. É necessária a reposição urgente destas vagas com os aprovados nos concursos públicos ainda vigentes.

RELAÇÕES SINDICAIS

A relação entre o Sindae e a Sanasa é fundamental. E esperamos que a nova diretoria da empresa tenha isso em mente, principalmente sobre a importância de responder com seriedade e máxima prontidão os ofícios enviados pela entidade sindical, já que eles são reflexos diretos de demandas dos trabalhadores.

VALORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES

Os dirigentes sindicais têm percebido um sentimento generalizado de desvalorização dos trabalhadores em relação à empresa. Eles não se sentem valorizados e motivados. É necessário, portanto, estimular um sentimento de pertencimento no corpo funcional.

MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO

O trabalhador passa mais tempo na empresa do que na sua própria casa com seus familiares. Para exercer suas funções com excelência e ser cobrado por isso, ele precisa ter as melhores condições de trabalho possíveis. E isso passa pelo rigoroso cumprimento das normas de segurança e higiene no trabalho.

 

Fonte: Ascom Sindae

Fechar Menu