O desligamento que afetou estados do Sudeste e Centro-Oeste no final da manhã desta sexta-feira, 28 de maio, teve origem no polo 2 do linhão de Belo Monte que liga a subestação Xingu (PA) a Estreito (MG). A concessionária responsável pela linha é a Belo Monte Transmissora de Energia (BMTE) que confirmou a informação e diz que está investigando as razões do ocorrido.

Diz a nota da empresa: “A Belo Monte Transmissora de Energia (BMTE) informa que às 11h26 de hoje (28/05) houve uma ocorrência no Polo 2 do Bipolo de Corrente Contínua da BMTE, que interrompeu temporariamente a transmissão de energia na Subestação de Xingu. Às 11h27, o Polo 2 foi reintegrado ao Sistema Interligado Nacional (SIN) e, às 12h20, a operação foi restabelecida. As equipes da BMTE estão investigando as razões do ocorrido”.

Segundo dados em tempo real do Operador do Sistema Elétrico, saíram cerca de 3.300 MW  do sistema. No momento da queda a maior parte da geração era de origem térmica, conforme mostra o site do ONS. A geração dessas fonte passou de  13.182,5 MW para 11.397,5 MW. A geração hidráulica no momento da ocorrência recuou de 49.612,2 MW para 48.351,3 MW.

Neoenergia Distribuição Brasília, EDP São Paulo e Espírito Santo, Cemig, Light e Enel confirmaram terem sido afetadas pelo evento. No caso da Enel, o fornecimento foi afetado em São Paulo, Rio de Janeiro e Goiás.

“Em razão do problema no SIN, o ONS acionou o primeiro estágio do Esquema Regional de Alívio de Carga (ERAC), o qual prevê o desligamento automático de 7% da carga da distribuidora”, informou a Enel em nota à imprensa. Já a EDP SP informou que a interrupção ocorreu de 11:26 às 11:51. Foram 190 MW de cargas interrompidas, impactando em torno de 210 mil clientes da EDP SP. A EDP ES teve 256 MW de cargas interrompidas, impactando cinco clientes industriais. A empresa também informou que a rede foi normalizada nos dois estados.

A Cemig relatou que parte do sistema elétrico que atende seus clientes foi afetado pelo acionamento do ERAC. A situação provocou a perda de carga de 370 MW e consequente interrupção parcial de energia elétrica, de 4 a 27 minutos para algumas regiões do estado. As maiores cidades afetadas com perda parcial de cargas foram Uberlândia, Uberaba e Divinópolis. No total foram 400 mil clientes afetados.

Por sua vez, a Light informou que a ocorrência causou uma interrupção de energia para clientes da região da Baixada Fluminense, Zona Oeste e Zona Norte hoje às 11h26.  E que equipes executaram manobras na rede de distribuição para restabelecer a energia totalmente às 12h04.

Até o fechamento desta reportagem o ONS ainda não havia se pronunciado oficialmente.

Fonte: Agência Canal Energia, com colaboração de  Alexandre Canázio, Henrique Faerman, Pedro Aurélio Teixeira, Robson Rodrigues e Sueli Montenegro

 

Fechar Menu