Mal assumiu o Ministério de Minas Energia, Moreira Franco já está em envolvido ‘em trapalhadas’

O líder do governo na Câmara dos Deputados, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), procurou o Palácio do Planalto após críticas de parlamentares, entre eles o próprio presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao anúncio feito pelo novo ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, de que a Eletrobras seria incluída no Plano Nacional de Desestatização (PND) por decreto presidencial.  (leia aqui)

“O palácio disse que não haverá decreto”, afirmou Maia ao jornal Valor Econômico, na manhã desta quinta-feira (12/4). A mesma informação tinha o relator do projeto de privatização, deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA).

Moreira informou, ao tomar posse, que tinha convencido o presidente Michel Temer a assinar o decreto, o que liberaria a venda da estatal. (com informações: Valor online)

Fechar Menu