Por ampla maioria dos votos, trabalhadores da AES Tietê aprovaram a proposta de Termo Aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) negociada entre representantes da empresa e dirigentes do Sinergia Campinas, Sinergia Mococa e Sindluz Bauru. A decisão é resultado de  assembleias virtuais realizadas através do portal do Sinergia CUT, com votação online realizada durante essa semana, com início na segunda-feira (29) e encerramento nesta quinta-feira (2). Além da proposta negociada, nos sindicatos que fazem parte do projeto Sinergia CUT, foi aprovada também a cobrança da taxa negocial.

Como amplamente divulgado pela direção do Sinergia Campinas, as prioridades da Campanha Salarial 2020, que ocorre em meio à pandemia mundial de covid-19, são a proteção dos empregos, a manutenção dos Acordos Coletivos e suas prorrogações, além da garantia da renda dos trabalhadores. Diante desse cenário, a proposta negociada alcançou os objetivos, com o compromisso da empresa em manter os empregos, a recomposição dos salários pela inflação medida pelo IPCA e a manutenção de todas as cláusulas do atual ACT.

“Ficam garantidos também a antecipação da PLR com correção de 1% acima da inflação, o abono pago em forma de VA/VR também com aumento real e as garantias de aprimoramento da cláusula de emprego para trazer mais conforto aos trabalhadores no período pós-pandemia”, avaliam os dirigentes sindicais.

Fonte: Ascom Sinergia Campinas

Fechar Menu