Foi realizado nesta terça-feira (21/5), na Câmara dos Deputados, em Brasília, o Seminário “Os Desafios da Universalização do Acesso Aos Serviços de Saneamento Básico e a MP 868/18”.  A FNU – Federação Nacional dos Urbanitários, por meio de seu presidente, Pedro Blois, defendeu a posição contra essa Medida Provisória que privatiza o saneamento e desestrutura o setor em todo o país.

Assista ao seminário:


Mesa composta por representantes de entidades do saneamento

Pedro Blois, presidente da FNU, durante o seminário


Convidados presentes no Seminário:

Pedro Blois – Presidente da FNU – Federação Nacional dos Urbanitários
Francisco dos Santos Lopes – Secretário Executivo – Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento – ASSEMAE
Sérgio Antonio Gonçalves – Representante da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES
Roberto Cavalcanti Tavares – Presidente da Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento – AESBE
Washington Fraga- Central Sindical e Popular – CONLUTAS
Marcos Helano Fernandes Montenegro – Coordenador Geral do Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento – ONDAS
Antônia Ivoneide Melo da Silva – Movimento dos Trabalhadores Sem Terra – MST
Dalila Alves Calisto – Representante do Movimento dos Atingidos de Barragens – MAB
Jose Mairton Pereira Barreto – Representante do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de SP- SINTAEMA

Fechar Menu