A FNU e seus sindicatos filiados defendem o concurso público para a reposição do quadro de pessoal das empresas. Também defendemos a primarização das atividades-fim, que é substituir o quadro de trabalhadores terceirizados por quadro de eletricitários concursados.

No caso da Cemig, o Sindieletro-MG ressalta que, nos anos 1990, a empresa contava com 18 mil trabalhadores próprios, hoje são cerca de seis mil, mas o quadro é composto por mais de 10 mil terceirizados.

Concurso

A Cemig publicou novo edital de concurso público destinado ao preenchimento de 109 vagas e formação de cadastro de reserva. As oportunidades são para técnico contábil, técnico de gestão administrativa, agente técnico de meio ambiente, técnico de operação de subestações, advogado, analista de gestão administrativa, analista de gestão contábil, analista de sistemas de informática, assistente social, geólogo, engenheiro de meio ambiente e engenheiro de planejamento hidroenergético, entre outras. Os salários variam de R$ 2.498,30 a R$7.965, para jornada de trabalho de 40 horas semanais. Inscrições de 5 de fevereiro a 12 de março pelo http://www.fumarc.com.br/. (com informações: Sindieletro-MG)

Fechar Menu