Seguindo orientação da Coordenação Nacional do FAMA, membros do Comitê Local Estadual do FAMA (Fórum Alternativo Mundial da Água) – Paraíba, dentre eles, SINDIÁGUA-PB, SINTERÁGUA-PB (ambos defensores dos trabalhadores da Cagepa), Rede ODS Brasil (Coletivo Suprapartidário), CONSEA-PB (Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional da Paraíba) se engajaram na luta contra a tentativa das grandes corporações em transformar a água em uma mercadoria, e em defesa das reservas e fontes naturais de água, estiveram reunidos nos dias, 20, 21, 22 e 23 de fevereiro, nas cidades de Guarabira, Patos, Sousa, Cajazeiras e Catolé do Rocha instalando os Subcomitês Regionais do FAMA para as regiões do Brejo, Espinharas, Rio do Peixe, Alto Piranhas e Catolé do Rocha respectivamente. Todas as Cerimônias de aberturas nas Instalações dos subcomitês regionais e as apresentações nas reuniões com o tema: “O que é o FAMA” ficou a cargo do vice-presidente do Sindiágua-PB, Geraldo Quirino.

Na cidade de Guarabira o lançamento do Subcomitê do FAMA – Regional do Brejo, foi realizado no Ministério Público da Paraíba – Promotoria de Justiça Cumulativa, a reunião teve a explanação de Davi, Professor da UEPB e pesquisador da URFN, cuja explanação teve como tema: “Conjuntura politica mundial e os interesses corporativos sobre as reservas hídricas, como elemento de poder estratégico, de dominação e de enriquecimento.”, contribuindo assim, para o enriquecimento do debate. As demais entidades entre elas, Rede ODS Brasil (Arimateia França), CONSEA-PB ( Costa e Paulo Tabajara) se mostraram durante o debate preocupados com degradação dos mananciais e rios que abastecem o litoral paraibano, ocasionada principalmente pelo avanço da especulação imobiliária em torno dos leitos dos rios, e disseram que para resolver este problema será preciso que as companhias de saneamento permaneçam como públicas, com apoio dos órgãos de controle ambiental.

Em Patos a instalação do Subcomitê do FAMA – Regional das Espinharas, ocorreu no Centro de Treinamento do Santo Antônio. O Fórum teve início às 9h30 e contou com várias entidades da sociedade civil organizada. A mesa foi composta por Irenaldo Pereira (Ação Social Diocesana de Patos), José Gonçalves (Vice-Presidente da CTB), Zilma Feitosa (Líder do MST nas Espinharas), Padre João Saturnino (Diocese de Patos), Maciel Damasceno (Gerente da CAGEPA no Regional das Espinharas) e José Reno (Presidente do SINDIAGUA-PB). Os representantes falaram da importância da conscientização da sociedade por meio do FAMA, que o debate deve ser constante, haja vista que se trata de algo de grande valia para subsistência da vida.

Também, em Sousa, a implantação do Subcomitê do FAMA – Regional do Rio do Peixe aconteceu na Sede do SINDIÁGUA-PB. O evento começou às 9h, contando com diversas entidades de classes. Os representantes à mesa foram: José Reno (Presidente do SINDIAGUA-PB), vereador Marcos Henriques (PT), da capital João Pessoa, Pe. Paulo de Diniz (Paróquia de Sant`ana), Cesar Nóbrega (CERSA), Gerôncio (CAGEPA), Lúcia Mara (Professora – IFPB), Eliezer Siqueira (Diretor – IFPB) e Fábio Tyrone -PSB (Prefeito da Cidade de Sousa). A Sessão Especial – CMJP com o tema: “O Direito do Uso da Água na Cidade de João Pessoa e no Estado da Paraíba”, solicitada ao vereador Marcos Henriques pelo Comitê Local do FAMA, foi confirmada pelo mesmo, para o dia 28 de fevereiro, na Câmara Municipal de João Pessoa. O Prefeito Fábio Tyrone disse está disposto a defender e a hastear essa bandeira da causa do bem tão precioso que é a água. A Gestora Ambiental, Lúcia Mara, fez uma apresentação em Slides cujo conteúdo estava relacionado ao tema: “Água é um direito não mercadoria”.

Da mesma forma, em Cajazeiras, a instalação do Subcomitê do FAMA – Regional do Alto Piranhas, aconteceu na Câmara Municipal. A reunião teve representantes de diversas entidades, e como destaque do meio politico do Estado, estiveram presentes João Costa ( Comitê da Bacia hidrográfica Piancó Piranhas Açu), o vereador Marcos Henriques (PT), da capital João Pessoa, o deputado estadual Jeová Campos (PSB), que foram coesos quando disseram que a política do governo Temer com o capital financeiro internacional ameaça a maioria dos bens públicos, inclusive a água, o Prefeito da região, Chico Mendes (PSB), da cidade de São José de Piranhas, enfatizou a crise hídrica que sua região enfrenta, e que há um ano e dois meses está sofrendo na pele essa dor e conhecendo profundamente como é importante a água na vida das pessoas, dos municípios, de um Estado, de um país.

Fonte: Ascom Sindiágua-PB

 

Fechar Menu